Pular para o conteúdo principal

Você não sabe

A divisão da renda não é igual, nem proporcional: lembra-se de Zaqueu, o personagem bíblico? Parece que faz muito tempo o que aconteceu com ele. Vamos invadir o Iraque porque Sadam Husein é um tirano, crápula da pior espécie que ameaça o mundo. Se ele ameaçasse apenas os cidadãos iraquianos, tudo bem. Deixe como está, eles que se matem. Ops! Ameaça a todos nós. Vamos exterminar o eixo do mal. Bum! Aliás, "clashp", guilhotina já. Ufa, que alívio.
O quê? Agora tem um novo tirano, maluco - e só pode ser tirano, maluco porque é de um país localizado na mesma região do Iraque. Aliás, vizinho deste.
Vamos montar uma estratégia. Naquele lugar tem muito petróleo. Se nós deixarmos do jeito que está não fica bem aumentar/tripudiar sobre a contabilidade de nossas empresas. É preciso um fato, externo, de preferência, porque se for interno dirão que somos atrasados, incompetentes. Esse título de incompetentes nós temos que atribuí-lo aos países do continente africano, à América Latina. À Asia não, afinal lá existe o Japão, nosso amigo. Tem a China. Xi... é melhor não mexer com os piratas.
Parece uma fábula, mas é o que está em jogo quando ouvimos no noticiário as sanções do Ocidente ao Irã. Não é ao fato de serem eles possuidores da bomba, ou possível bomba atômica, mas à sua religião - são fanáticos -; tem autonomia política e financeira - não vivem às portas do FMI ou buscando integrar-se ao bloco da UE. Pouco se importam com esses blocos e organismos financeiros. Tem capacidade de gerir seus próprios recursos, embora reconheçam que sua grande commoditie é o petróleo e esse exportado.
A quem interessa a tensão bélica na região do Golfo Pérsico? Bem pouco provável que os americanos e europeus fariam isto se fosse uma republiqueta da Europa. Não é bom os regimes se rebelarem contra as potências. Americanos e europeus precisam fechar sua conta em azul. Para tanto não exitarão usar as mesmas estratégias que Zaqueu empregou antes daquele fatídico encontro com Jesus de Nazaré.

Comentários

  1. ah! se eles tb se encontrassem com Jesus de Nazarè! Eles que se auto-entitulam: "I grandi della terra" (os grandes da terra), precisam de um encontro com o Grande da Terra e assim, tantas guerras nao seriam travadas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Um texto é sempre inconcluso.

Postagens mais visitadas deste blog

Sampa pela Copa

Publicação by São Paulo City.


Isto é quase, bem próximo, do que é a real cidade de São Paulo. Subúrbio é um termo apreciado pelos franceses. Não é exclusivo do idioma, vem do latim,  mas é um vocábulo que identifica o que existe em torno da cidade. Assim, não há, no vídeo, o subúrbio com seus vários sorrisos. Acho que a criatividade cairia muito bem na periferia do poético show de imagens.


São Paulo,
a cidade com suas cidades,
sonoras vaidades,
idade  da modernidade
afinidade com identidade
de todos os cantos.
Quem te vê
não cabe a vida em uma única cidade.

Todo homem nordestino é rude!

Economia crescente, investimentos públicos, transferências de plataformas operacionais de companhias consolidadas no eixo sul/sudeste em sintonia com programas de distribuição de renda fazem com que cidades como Salvador inaugurem três grandes shoppings no período de 6 anos. Isto sem falar no número de edifícios residenciais e comerciais no mesmo período. Para efeito de ilustração nem a gigante Casas Bahia tinha loja na capital baiana em data anterior ao ano de 2006.


No interior, da Bahia, num povoado qualquer, uma enfermeira [graduada em 2009] dirige o Programa Saúde da Família no posto de saúde local. Ela, um médico, um dentista e mais um bom punhado de agentes comunitárias cobrem toda a área. Funciona assim: todos os moradores da região – algo em torno de três mil e quinhentas pessoas – estão cadastrados; a agenda do posto está distribuída de maneira que, em cada dia da semana, um segmento da população é atendido. O conceito é o de medicina preventiva. Casos graves são encami…

“A antiga e a moderna cruz.”

“A antiga cruz não faz trégua com o mundo . Significa o fim da jornada para o orgulho adâmico. Na prática, ela constituiu a aplicação da sentença prescrita pela lei do Sinai. Já a cruz moderna não faz nenhuma oposição à raça humana; antes é companheira, amiga, e , se encarada corretamente, oferece-lhe divertimento bom e agradável, uma alegria inofensiva. Ela não afronta absolutamente as inclinações de Adão.”
A.W. Tozer. “A antiga e a moderna cruz.”