Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Todo homem nordestino é rude!

Economia crescente, investimentos públicos, transferências de plataformas operacionais de companhias consolidadas no eixo sul/sudeste em sintonia com programas de distribuição de renda fazem com que cidades como Salvador inaugurem três grandes shoppings no período de 6 anos. Isto sem falar no número de edifícios residenciais e comerciais no mesmo período. Para efeito de ilustração nem a gigante Casas Bahia tinha loja na capital baiana em data anterior ao ano de 2006.


No interior, da Bahia, num povoado qualquer, uma enfermeira [graduada em 2009] dirige o Programa Saúde da Família no posto de saúde local. Ela, um médico, um dentista e mais um bom punhado de agentes comunitárias cobrem toda a área. Funciona assim: todos os moradores da região – algo em torno de três mil e quinhentas pessoas – estão cadastrados; a agenda do posto está distribuída de maneira que, em cada dia da semana, um segmento da população é atendido. O conceito é o de medicina preventiva. Casos graves são encami…

Paixão

Carlos Drummond de Andrade, inconfundível poeta brasileiro, mineiro por excelência, escreveu um poema intitulado “Cidadezinha qualquer”. O sol, o ruído nas ruas, o andar das pessoas e o tique-taque dos relógios são uma fotografia viva ou, se preferir, uma "intervenção artística". O poema transporta o leitor para uma cidadezinha, qualquer, e esta para o interior dele. A simbiose é imediata tanto para quem já visitou uma pacata cidade do interior quanto para quem nasceu e foi criado naquele universo descrito por Drummond. Não importa, o poema encarrega-se de promover esse encontro.


Se alguém, que não tem o hábito cotidiano, parar diante da tv, no "horário nobre", para assistir Passione automaticamente é confrontado pelo elenco "fabuloso" e sua atuação na referida telenovela. Não é necessário recorrer a Aristóteles, à Poética, para entender o conceito de verossimilhança. Mas se o leitor tiver interesse procure pela obra, leia alguns capítulos, se não …